Muda de Pleomélia

Publicado em 28.06.2023 | comentários
Visualizações
33 visualizações

Muda de Pleomélia

E aí, amante da natureza! Se você está ansioso para começar sua jornada no mundo da jardinagem e quer saber como plantar mudas de pleomeleia, chegou ao lugar certo! Como agrônomo com 20 anos de experiência no cultivo de plantas, estou aqui para guiá-lo passo a passo no processo de plantio, rega, poda e fertilização das suas mudas de pleomeleia. Mesmo se você nunca cultivou uma planta antes, não se preocupe, estou aqui para tornar tudo mais fácil e divertido. Então, pegue sua pá, coloque suas luvas e vamos começar a plantar mudas de pleomeleia com maestria. Preparado? Vamos nessa!

Como plantar muda de pleomelia

Escolha do vaso ou local de plantio: As pleomelias podem ser cultivadas tanto em vasos como em jardins. Se optar por um vaso, escolha um com drenagem adequada para evitar o acúmulo de água. Se preferir plantar diretamente no solo, escolha um local com solo bem drenado e que receba luz solar indireta ou sombra parcial.

Preparação do solo ou substrato: Se estiver plantando em vaso, escolha um substrato de boa qualidade, rico em matéria orgânica e bem drenado. Se estiver plantando no solo, certifique-se de preparar o solo soltando-o e removendo quaisquer ervas daninhas ou detritos.

Preparação da muda: Retire a muda de pleomeleia do recipiente em que veio. Se o sistema radicular estiver compactado, faça leves pressões nas laterais do torrão para soltar as raízes. Isso ajudará as raízes a se estenderem no solo ou substrato.

Plantio: Faça um buraco no solo ou no substrato do vaso, um pouco maior que o torrão da muda. Coloque a muda no buraco, certificando-se de que fique nivelada com a superfície do solo ou do substrato. Preencha o espaço ao redor do torrão com solo ou substrato, pressionando levemente para fixar a muda no lugar.

Rega inicial: Após o plantio, regue cuidadosamente a muda de pleomeleia para assentar o solo ao redor das raízes. Mantenha o solo levemente úmido, mas evite encharcá-lo. A água ajudará a muda a se estabelecer e iniciar seu crescimento.

Cuidados posteriores: Coloque sua muda de pleomeleia em um local onde receba luz solar indireta ou sombra parcial, especialmente durante as horas mais quentes do dia. Regue a muda regularmente, mantendo o solo levemente úmido, mas evitando o encharcamento.

Fertilização: Após cerca de um mês do plantio, você pode começar a fertilizar sua muda de pleomeleia. Utilize um fertilizante balanceado para plantas ornamentais, seguindo as instruções do fabricante quanto à dosagem e frequência de aplicação. Fertilize a planta durante a estação de crescimento ativo.

design sem nome 2023 06 12t140006 636

Como Regar muda de pleomelia

Verifique a umidade do solo: Antes de regar, verifique a umidade do solo ao redor da muda de pleomeleia. Insira o dedo no solo cerca de 2 a 3 centímetros de profundidade. Se o solo estiver seco nessa profundidade, é hora de regar.

Rega profunda: Ao regar, garanta que a água alcance as raízes profundamente. Regue lentamente até que o solo fique úmido, mas evite encharcar. Isso permitirá que as raízes absorvam a água de maneira eficaz.

Frequência de rega: A frequência de rega depende de vários fatores, como o clima, a temperatura e o tipo de solo. Em geral, é recomendado regar as mudas de pleomeleia quando o solo estiver seco ao toque. Evite que o solo fique completamente seco por longos períodos, mas também tome cuidado para não deixar o solo encharcado.

Rega equilibrada: Certifique-se de regar uniformemente ao redor da muda de pleomeleia, cobrindo toda a área das raízes. Evite regar apenas em um ponto, pois isso pode levar a um desenvolvimento desigual das raízes.

Drenagem adequada: Certifique-se de que o solo ou substrato tenha uma boa drenagem para evitar o acúmulo excessivo de água. Certos recipientes de plantio podem ter furos de drenagem no fundo para permitir que o excesso de água escoe.

Evite encharcamento: Evite o encharcamento, pois isso pode levar ao apodrecimento das raízes. Se houver água em excesso no pratinho do vaso, esvazie-o para evitar que as raízes fiquem encharcadas.

Monitore as necessidades individuais: Cada planta é única, e as necessidades de rega podem variar. Monitore regularmente suas mudas de pleomeleia, observe os sinais de falta ou excesso de água, como murcha das folhas ou amarelamento, e ajuste a frequência de rega conforme necessário.

shutterstock 310745315 1000x600

Como podar muda de pleomelia

Identifique a necessidade de poda: A poda da pleomeleia é principalmente estética, realizada para manter a planta com um formato desejado ou para remover partes danificadas, doentes ou indesejadas. Antes de iniciar a poda, avalie sua muda e decida quais áreas precisam de atenção.

Escolha as ferramentas adequadas: Use tesouras de poda afiadas e limpas para evitar danos à planta. Certifique-se de desinfetar as ferramentas antes de usá-las para evitar a propagação de doenças.

Remova os galhos indesejados: Comece removendo os galhos que estão cruzando ou se sobrepondo, pois podem interferir no crescimento saudável da planta. Corte-os rente à base ou a um galho principal saudável.

Remova folhas amareladas ou murchas: Retire as folhas amareladas, murchas ou danificadas para melhorar a aparência geral da muda. Corte-as próximo ao caule principal.

Controle o tamanho e a forma: Se a sua muda de pleomeleia está ficando muito alta ou volumosa, você pode realizar uma poda de formação para controlar seu tamanho e forma. Corte os galhos principais no comprimento desejado, acima de um nó ou broto saudável.

Poda de rejuvenescimento: Se sua pleomeleia estiver com um crescimento desigual, com galhos fracos ou danificados, você pode realizar uma poda de rejuvenescimento mais drástica. Corte cerca de um terço dos galhos principais, removendo os mais antigos ou menos vigorosos. Isso incentivará o crescimento de novos brotos saudáveis.

design sem nome 2023 06 20t140158 542

Como fertilizar muda de pleomelia

Escolha do fertilizante: Opte por um fertilizante balanceado, como um fertilizante líquido ou granulado de uso geral com uma formulação NPK equilibrada, como 10-10-10 ou 20-20-20. Isso fornecerá os nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável da planta.

Frequência de fertilização: Durante a estação de crescimento ativo da pleomeleia, fertilize a muda a cada 2 a 4 semanas. Reduza a frequência durante os meses de inverno ou quando a planta estiver em estado de dormência.

Dosagem adequada: Siga as instruções do fabricante para determinar a dosagem correta do fertilizante. Evite a superdosagem, pois isso pode prejudicar a planta. É melhor fornecer uma quantidade menor de fertilizante do que em excesso.

Momento da fertilização: Aplique o fertilizante durante a rega, para que seja facilmente absorvido pelas raízes da muda. Evite aplicar o fertilizante quando o solo estiver seco, pois pode causar danos às raízes.

Fertilização foliar: Além da fertilização através das raízes, você também pode realizar a fertilização foliar. Dilua o fertilizante em água de acordo com as instruções do fabricante e pulverize a solução nas folhas da muda de pleomeleia. Isso fornecerá nutrientes adicionais diretamente às folhas.

Acompanhe a resposta da planta: Observe a resposta da muda de pleomeleia à fertilização. Se você notar um crescimento saudável, folhagem exuberante e floração adequada, é um sinal de que a fertilização está adequada. Caso contrário, ajuste a dosagem ou a frequência de acordo.

design sem nome 2023 06 12t145907 615

Como identificar e tratar doenças ou pragas que afetam a muda de pleomelia

Cochonilhas: As cochonilhas são pequenos insetos que se fixam nas folhas e caules, aparecendo como manchas brancas, marrons ou pegajosas. Você pode removê-las manualmente com um pano úmido ou escova macia, ou utilizar inseticidas específicos.

Pulgões: Os pulgões são insetos pequenos que se alimentam da seiva das plantas, causando deformações nas folhas e brotos. Eles podem ser encontrados agrupados nas partes mais jovens da planta. Você pode removê-los manualmente com água e sabão, ou utilizar inseticidas específicos para pulgões.

Ácaros: Os ácaros são pragas microscópicas que causam danos às folhas, deixando uma aparência amarelada e manchas prateadas. Eles são mais comuns em ambientes secos. Aumentar a umidade do ambiente, lavar as folhas com água e sabão ou utilizar acaricidas específicos podem ajudar a controlar os ácaros.

Manchas foliares: Manchas irregulares nas folhas podem ser causadas por fungos ou bactérias. Remova as folhas afetadas e aplique fungicidas ou bactericidas específicos para tratar o problema.

Podridão das raízes: A podridão das raízes pode ser causada por excesso de rega ou solo encharcado. Se você notar murcha das folhas, amarelamento ou apodrecimento das raízes, pode ser um sinal de podridão das raízes. Remova as partes afetadas, deixe o solo secar um pouco e ajuste a rega para evitar o encharcamento.

Oídio: O oídio é uma doença fúngica que causa uma camada branca e pulverulenta nas folhas e brotos. Remova as partes afetadas e aplique fungicidas específicos para controlar o oídio.

design sem nome 2023 06 20t140933 097

Qual a quantidade de luz solar que a muda de pleomelia necessita?

Luz indireta: As mudas de pleomeleia podem se desenvolver muito bem em locais com luz indireta. Isso significa que elas podem ser colocadas em áreas próximas a janelas, onde recebam uma boa quantidade de luz brilhante, mas sem exposição direta aos raios solares. Isso é especialmente adequado para pleomeleias com folhas mais claras ou variegadas, que podem ser mais sensíveis à luz solar direta intensa.

Sombra parcial: As mudas de pleomeleia também podem tolerar sombra parcial, onde recebem algumas horas de luz solar direta pela manhã ou à tarde, mas estão protegidas durante as horas mais quentes do dia. Isso pode incluir locais próximos a árvores, onde a luz solar é filtrada, ou áreas sombreadas em um jardim.

Evite luz solar intensa: Embora as mudas de pleomeleia possam tolerar alguma luz solar direta, é importante evitar a exposição prolongada a luz solar intensa e direta, especialmente durante as horas mais quentes do dia. Isso pode causar queimaduras nas folhas e danificar a planta.

Ajuste de acordo com a planta: Cada planta é única, e a quantidade de luz solar que uma muda de pleomeleia requer pode variar de acordo com a variedade, a idade e as condições ambientais específicas. Monitore sua muda de pleomeleia e observe como ela responde à quantidade de luz solar que está recebendo. Se as folhas estiverem ficando pálidas, estendendo-se excessivamente ou apresentando sinais de estresse, isso pode indicar que ela precisa de mais luz. Se as folhas estiverem queimadas ou murchando, pode ser um sinal de que ela está recebendo luz solar intensa demais.

design sem nome 2023 06 28t165011 080

Como proteger a muda de pleomelia de condições climáticas extremas, como frio intenso ou calor excessivo

Frio intenso:

Proteção física: Durante períodos de frio intenso, você pode cobrir as mudas de pleomeleia com uma manta térmica, um tecido especial para proteção de plantas ou mesmo um lençol para ajudar a reter o calor ao redor das plantas. Certifique-se de remover a cobertura assim que as temperaturas começarem a subir novamente.

Agrupamento: Se possível, agrupe várias mudas de pleomeleia próximas umas das outras. O calor gerado pela proximidade entre as plantas ajudará a protegê-las do frio intenso.

Proteção da base: Aplique uma camada de cobertura morta, como folhas secas, palha ou casca de árvore, ao redor da base das plantas para isolar as raízes e o solo do frio extremo.

Calor excessivo:

Sombreamento: Durante períodos de calor intenso, forneça sombreamento às mudas de pleomeleia. Use sombrites, telas de sombreamento ou guarda-sóis para reduzir a exposição direta ao sol escaldante. Isso ajudará a evitar que as folhas se queimem e as plantas sofram estresse térmico.

Rega adequada: Mantenha o solo ao redor das mudas de pleomeleia levemente úmido durante o calor intenso. Regue regularmente, mas evite encharcar o solo. Isso ajudará a planta a se manter hidratada e a lidar melhor com o calor.

Mulching: Aplique uma camada de cobertura morta, como palha ou casca de árvore, ao redor da base das plantas. Isso ajudará a reter a umidade do solo, reduzindo a evaporação e protegendo as raízes do calor excessivo.

Proteção em ambientes fechados: Se o clima extremo persistir, considere trazer as mudas de pleomeleia para um ambiente fechado, como uma varanda, estufa ou dentro de casa, onde as condições possam ser mais controladas e moderadas.

design sem nome 2023 06 12t150507 668

Curtidas Comentários

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.