Frutíferas

Como Cultivar Muda de Lima da Pérsia Enxertada

Publicado em 01.08.2023 | comentários
Visualizações
278 visualizações

Como plantar muda de Lima da Pérsia Enxertada: 

Escolha do local: Escolha um local ensolarado para o plantio, pois as limas da Pérsia prosperam em plena luz solar, certifique-se de que o solo tenha boa drenagem para evitar o acúmulo de água em torno das raízes.

Preparo do solo: Antes de plantar, prepare o solo soltando-o e removendo quaisquer pedras, ervas daninhas ou detritos, adicione matéria orgânica, como composto, para melhorar a estrutura do solo e fornecer nutrientes essenciais à planta.

Plantio: Faça um buraco no solo que seja um pouco mais profundo e mais largo do que o torrão da muda, remova a muda cuidadosamente do recipiente ou saco plástico, tomando cuidado para não danificar as raízes, e coloque-a no buraco, certifique-se de que o ponto de enxertia esteja acima do nível do solo.

Preenchimento: Preencha o buraco com terra ao redor da muda, pressionando suavemente para remover bolsas de ar, certifique-se de que a planta esteja nivelada e bem firme no solo.

Rega: Após o plantio, regue bem a muda para ajudar a estabelecer as raízes, mantenha o solo úmido, mas não encharcado, especialmente durante os primeiros meses após o plantio.

plantando

Como regar muda de Lima da Pérsia Enxertada:

Observação do solo: Antes de regar, é importante verificar a umidade do solo. Insira o dedo cerca de 5 cm abaixo da superfície para determinar se o solo está seco ou úmido. Evite regar se o solo ainda estiver úmido, pois o acúmulo excessivo de água pode levar ao apodrecimento das raízes.

Rega profunda: Quando for regar a muda de Lima da Pérsia enxertada, faça uma rega profunda para permitir que a água alcance as camadas mais baixas do solo, onde as raízes podem absorvê-la eficientemente. Regar superficialmente pode incentivar o crescimento de raízes superficiais e tornar a planta mais vulnerável a secas e estresses hídricos.

Rega por gotejamento ou mangueira com regador: Para evitar o encharcamento da planta, opte por sistemas de rega por gotejamento ou utilize um regador de mangueira com um bico difusor para fornecer água diretamente na base da muda. Isso ajuda a evitar a água em excesso nas folhas e flores, o que poderia levar ao desenvolvimento de doenças fúngicas.

Rega em horários adequados: Realize a rega de manhã cedo ou à noite, quando as temperaturas estão mais baixas e a evaporação é menor. Isso permitirá que a planta absorva melhor a água e reduzirá a perda por evaporação antes de ser utilizada pelas raízes.

design sem nome 49

Como podar a muda de Lima da Pérsia Enxertada:

Timing da poda: A melhor época para podar uma muda de Lima da Pérsia é na primavera, logo após a última safra de frutas. Nesse período, a planta está em fase de crescimento ativo e cicatrização rápida, o que ajuda a minimizar o estresse causado pela poda.

Ferramentas adequadas: Utilize ferramentas de poda limpas e afiadas, como tesouras de poda, serrotes ou podadores de cabo longo. Certifique-se de que as ferramentas estejam higienizadas para evitar a propagação de doenças de uma planta para outra.

Remoção de galhos danificados ou doentes: Inicie a poda removendo os galhos mortos, secos, quebrados ou doentes. Esses galhos não contribuem para o crescimento saudável da muda e podem abrigar pragas e doenças.

Desbaste: Retire os galhos que se cruzam ou se sobrepõem, especialmente aqueles que crescem em direção ao centro da copa da árvore. O desbaste ajuda a melhorar a circulação de ar e a penetração da luz solar, reduzindo assim o risco de doenças fúngicas e permitindo que os ramos restantes se desenvolvam melhor.

download

Como fertilizar muda de Lima da Pérsia Enxertada:

Compreendendo as necessidades nutricionais: Antes de começar a fertilização, é importante entender as necessidades nutricionais da Lima da Pérsia enxertada. Essas plantas requerem uma quantidade adequada de nitrogênio, fósforo, potássio e micronutrientes como ferro, zinco e manganês para crescer saudavelmente.

Adubação orgânica: Opte por adubos orgânicos ou fertilizantes específicos para plantas cítricas, pois eles são formulados para atender às necessidades dessas árvores. Adubos orgânicos, como composto ou esterco bem decomposto, são uma excelente escolha, pois além de fornecer nutrientes, melhoram a estrutura do solo e estimulam a atividade microbiana benéfica.

Primeiro ano após o plantio: Durante o primeiro ano após o plantio, a muda de Lima da Pérsia enxertada deve receber uma adubação equilibrada para estimular o desenvolvimento do sistema radicular. Aplique o adubo orgânico em torno da base da planta, mantendo-o afastado do tronco para evitar queimaduras.

Quantidade adequada: Siga as instruções de aplicação do fabricante e evite o excesso de fertilizantes. O uso excessivo pode levar ao acúmulo de sais no solo, prejudicando as raízes da muda e causando problemas de nutrição.

fertilizante

Como identificar e tratar doenças ou pragas que afeta uma muda de Lima da Pérsia Enxertada:

Principais doenças que afetam a Lima da Pérsia:

Cancro cítrico: Causado por uma bactéria, provoca lesões escuras e elevadas nos ramos e folhas, podendo levar à morte da planta.

Mofo-branco (oídio): Fungo que causa um revestimento branco pulverulento nas folhas e frutos.

Podridão de Phytophthora: Provocada por um fungo, afeta o sistema radicular, levando ao amarelecimento e queda das folhas.

Clorose variegada dos citros (CVC): Doença bacteriana que provoca o amarelamento e deformações nas folhas.

Principais pragas que afetam a Lima da Pérsia:

Pulgões: Pequenos insetos sugadores que se alimentam da seiva das plantas, causando danos e transmissão de doenças.

Cochonilhas: Insetos que se alojam no caule e nas folhas, sugando a seiva e secretando uma substância pegajosa.

Ácaros: Pragas microscópicas que podem causar danos às folhas e frutos.

Broca-dos-citros: Larvas que se alimentam da casca dos frutos, tornando-os impróprios para consumo.

Tratamento e controle:

Medidas preventivas: Mantenha o solo bem drenado, evite o excesso de água, e forneça uma adubação equilibrada para fortalecer a planta. Plante a muda em local ensolarado e com boa circulação de ar.

Monitoramento regular: Verifique a planta regularmente em busca de sinais de doenças ou pragas.

Poda: Remova ramos e folhas afetados para reduzir a propagação de doenças.

Controle biológico: Utilize predadores naturais ou parasitas para controlar pragas.

Fungicidas e pesticidas: Quando necessário, utilize produtos químicos recomendados para tratar doenças e pragas. Siga as instruções do fabricante e tome cuidado para evitar o uso excessivo.

pragas

Qual a quantidade de luz solar que a muda de Lima da Pérsia Enxertada necessita:

Luz solar direta: Essa planta prefere receber luz solar direta durante pelo menos 6 a 8 horas por dia. Idealmente, ela deve ser cultivada em um local onde receba luz solar matinal e luz solar indireta durante a tarde, especialmente em regiões com verões quentes. A luz solar direta é essencial para estimular o crescimento das folhas e flores, além de promover a produção de frutas.

Sombreamento: Evite cultivar a muda de Lima da Pérsia enxertada em áreas excessivamente sombreadas. A falta de luz solar pode levar ao alongamento dos ramos, tornando a planta fraca e pouco produtiva. Se for inevitável plantá-la em um local mais sombreado, considere a utilização de sombreamento parcial, mas ainda assim, certifique-se de que ela receba luz suficiente.

Proteção contra o frio: Em regiões com invernos rigorosos, é importante proteger a muda de Lima da Pérsia enxertada contra geadas e temperaturas muito baixas. Em dias frios, você pode cobri-la com um tecido ou lona para evitar danos causados pelo frio intenso.

Monitoramento: Observe a planta regularmente para verificar se está recebendo luz solar adequada. Se perceber que ela está crescendo de forma desigual, com ramos alongados e fraca floração, isso pode ser um sinal de que ela precisa de mais luz.

luz solar

Como proteger a muda de Lima da Pérsia Enxertada de condições Climáticas extremas, como Frio intenso ou Calor excessivo:

Proteção contra o frio intenso:

Cobertura: Em regiões com invernos rigorosos, cubra a muda de Lima da Pérsia com um tecido ou lona durante as noites mais frias. Isso ajudará a reter o calor ao redor da planta e a evitar danos causados pelo frio intenso.

Paisagismo: Plante a muda em um local protegido, próximo a uma parede ou cerca, que possa atuar como uma barreira contra os ventos frios. Isso ajudará a minimizar o impacto do frio extremo.

Mulching: Coloque uma camada de cobertura morta, como palha ou lascas de madeira, ao redor da base da muda. O mulching ajuda a manter o solo mais quente e protege as raízes contra temperaturas extremamente baixas.

Iluminação noturna: Em casos de geadas previstas, uma iluminação noturna suave próxima à muda pode auxiliar no aumento da temperatura ao redor da planta.

Proteção contra calor excessivo:

Sombreamento: Nos dias de calor intenso, forneça sombreamento parcial à muda, especialmente nas horas mais quentes do dia. Utilize sombrite ou uma estrutura de tela para reduzir a intensidade da luz solar direta.

Rega adequada: Mantenha o solo adequadamente umedecido durante o calor intenso para evitar que a muda sofra estresse hídrico. Regue de manhã cedo ou à noite para minimizar a evaporação.

Materiais refletivos: Utilize materiais reflexivos, como papel alumínio, em volta da muda ou do vaso para refletir parte da luz solar e reduzir o aquecimento.

Spray de água: Em dias extremamente quentes, borrife água nas folhas e ramos da muda para auxiliar no resfriamento por evaporação. Evite molhar em excesso para evitar problemas de fungos.

clima

Como colher e guardar as frutos das mudas de Lima da Pérsia Enxertada:

Colheita:

Maturidade: Espere até que as limas estejam completamente maduras antes de colhê-las. As limas da Pérsia costumam mudar de cor de verde para amarelo ou laranja quando estão maduras, dependendo da variedade. Além disso, as frutas maduras terão uma textura ligeiramente macia quando pressionadas com os dedos.

Corte: Use tesouras de poda ou uma faca afiada para cortar as limas dos ramos. Evite puxar as frutas para evitar danos aos ramos e à árvore.
Cuidado com o caule: Certifique-se de cortar as limas deixando um pequeno pedaço do caule ainda preso à fruta. Isso ajuda a prolongar a vida útil das limas e reduzir o risco de apodrecimento.

Colheita frequente: Colha as limas regularmente conforme amadurecem para garantir que todas sejam colhidas no ponto certo. Limas deixadas na árvore por muito tempo podem perder sabor e qualidade.

Armazenamento:

Temperatura: As limas da Pérsia geralmente são melhor armazenadas em temperatura ambiente. Coloque as frutas em uma cesta ou prato e mantenha-as em local fresco e ventilado. Evite armazená-las em ambientes com calor excessivo ou luz solar direta.

Refrigeração: Se você tiver uma grande quantidade de limas e não conseguir consumi-las rapidamente, pode refrigerá-las para prolongar sua vida útil. Coloque as limas em um saco plástico perfurado ou em um recipiente com tampa e guarde na geladeira. As limas podem ser armazenadas na geladeira por algumas semanas.

Evite esmagamento: Ao armazenar as limas, tome cuidado para evitar que elas sejam esmagadas ou empilhadas, pois isso pode causar danos às frutas.

Verifique regularmente: Verifique as limas armazenadas regularmente e remova qualquer fruta que mostre sinais de deterioração. Isso ajudará a evitar que uma fruta ruim contamine as demais.

design sem nome 92

Ofertas Especiais
Curtidas Comentários

Aceite os cookies e tenha uma melhor experiência em nosso site, consulte nossa Política de Privacidade.